Rifão quotidiano


Mário-Henrique Leiria


Uma nêspera
estava na cama
deitada
muito calada
a ver
o que acontecia.

Chegou a Velha
e disse:
-olha, uma nêspera...
e zás! comeu-a.

É o que acontece
às nêsperas
que ficam deitadas
caladas
a esperar
o que acontece.