Ditados Populares

 

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

 

  • Da discussão nasce a luz.

  • Da flor em Janeiro ninguém enche o celeiro.

  • Dá uma esmola a Deus e outra ao diabo.

  • Dar a César o que é de César e a Deus o que é de Deus.

  • Das grandes ceias, estão as covas cheias.

  • De amigo reconciliado e de caldo requentado, nunca bom bocado.

  • De arrependidos está o inferno cheio.

  • De boas intenções está o inferno cheio.

  • De Espanha, nem bons ventos, nem bons casamentos.

  • De filhas a casar e filhos a estudar, é livrar.

  • De gota a gota se enche a poça.

  • De livro fechado não sai letrado.

  • De longe, vai a água ao moinho.

  • De manhã em manhã, perde o carneiro a lã.

  • De médico, de engenheiro e de louco, todos temos um pouco.

  • De nada duvida quem nada sabe.

  • De noite, todos os gatos são pardos.

  • De pequenino, se torce o pepino.

  • De sábio e de louco, de tudo um pouco.

  • De tostão em tostão se vai ao milhão.

  • De um sim e de um não, nasce toda a questão.

  • De uma boa geração, sai um bom ladrão.

  • Defeitos do meu amigo, lamento mas mal não digo.

  • Deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer.

  • Depois da tempestade vem a bonança.

  • Depois do baptizado feito não faltam padrinhos.

  • Desconfiar até da camisa do corpo.

  • Desconfiar do homem que não fala e do cão que não ladra.

  • Deus ajuda quem muito madruga.

  • Deus ajuda quem trabalha, que é capital que menos falha.

  • Deus ajudando, vai em Julho mercando.

  • Deus dá as nozes a quem não tem dentes.

  • Deus dá as nozes a quem não tem dentes.

  • Deus disse: trabalha que eu te ajudarei.

  • Deus nos livre de bocas abertas e pessoas pouco certas.

  • Deus nos livre do fogo em palheiro velho.

  • Deus nos livre dos maus vizinhos ao pé da porta.

  • Deus o dá, Deus o tira.

  • Deus olha para as mãos puras e não para as mãos cheias.

  • Deus venha com a fartura que a fome ninguém a atura.

  • Devagar se vai ao longe.

  • Devagar, que tenho pressa.

  • Dia de S. Martinho, lume, castanhas e vinho.

  • Dia de S. Silvestre, não coma bacalhau que é peste.

  • Dias de Maio dias de amargura, mal é dia já é noite escura.

  • Dinheiro e santidade, só metade da metade.

  • Dívidas e pecados, quem os faz que os pague.

  • Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és.

  • Diz-me com quem viveste, diz-me o que aprendeste.

  • Diz-me o que tens e onde.

  • Do contado come o lobo.

  • Do que uns não querem, enchem outros a barriga.

  • Do trabalho e experiência aprendeu o homem a ciência.

  • Do vinho e da mulher, livre-se o homem se puder.

  • Dos Santos ao Natal, é bom chover, melhor nevar.

  • Dos Santos ao Natal, o dia dá um salto como um pardal.

 

Home