Anedotas

 

 

Toda a gente gosta de anedotas. Nós também!!

Procuramos recolher aqui algumas das que consideramos mais engraçadas.

Gostaríamos de enfatizar que

Todas as referências a ETNIAS, CREDOS, NACIONALIDADES ou quaisquer outros grupos, minoritários ou não, têm por objectivo a reprodução da anedota, tal e qual o original, com o fim a que, em princípio, se destina - o puro divertimento - e não possui, neste espaço, qualquer carácter RACISTA, XENÓFOBO, ou de qualquer outra forma desrespeitoso para o grupo visado.
Assim, todas as anedotas estão reproduzidas como são contadas na sociedade em geral e não representam, em aspecto algum, a ideologia dos donos do site.

 

Dito isto, leiam e divirtam-se!!

 

Uma dona de casa recebe um amante todos os dias em casa, enquanto o marido trabalha. Durante esse tempo ela mete o filho de 9 anos trancado no armário do quarto. Certo dia o marido chega a casa e o amante ainda lá está. Então ela tranca o amante no armário onde estava o filho.
Ficaram lá um bocado, até que o miúdo diz:

-‘Tá escuro aqui...
- ‘Tá...
- Eu tenho uma bola de ténis para vender...
- Que giro!
- Queres comprar?
- Não!_
- Pronto... Se preferes que eu diga ao meu pai...
- Quanto é que queres pela bola?
- 5 contos.
- Toma.

Uma semana depois, o marido torna a chegar cedo. O amante está em casa.
O miúdo esta no armário. O amante vai para o armário.
Eles lá ficam em silêncio até que o miúdo diz:
- ‘Tá escuro aqui...
- É, está.
- Eu tenho aqui uma raquete de ténis para vender por 50 contos.
- Que bom.
- Queres comprar?
- 50 contos??? É muito cara!!
- Se preferes que eu diga ao meu pai... É contigo..
- Não, não... Eu compro!
- Aqui está.

Outra semana depois, o marido torna a chegar cedo. O amante está em casa.
O miúdo esta no armário. O amante vai para o armário.
Eles lá ficam em silêncio até que o miúdo diz:
- ‘Tá escuro aqui...
- É, está.
- Eu tenho aqui umas sapatilhas da Nike para vender por 100 contos.
- Que bom para ti.
- Queres comprar?
- 100 contos??? ‘Tás doido?!!
- Se preferes que eu diga ao meu pai... É contigo…
- Não não, eu compro, eu compro (foda-se lá p’ró miúdo...)!

No fim-de-semana, o pai chama o filho:

- Pega na bola e na raquete e vamos jogar.

- Não posso. Vendi tudo.

- Vendeste? Por quanto?

- 155 contos.

- Não podes enganar os teus amigos assim. Vou levar-te agora ao padre para te confessares.

Chegando à igreja, o miúdo entra pela portinha, ajoelha-se e fecha a portinha. Abre-se uma janelinha e aparece o padre.

- Meu filho, não temas a Deus, diz e Ele perdoar-te-á. Qual é o teu pecado?

- ‘Tá escuro aqui, não ‘tá?

- Não vais começar com essa merda outra vez, pois não???????



Um dia, nos correios, os carteiros ao separarem as cartas para envio, depararam-se com uma delas endereçada a DEUS, e um dos carteiros disse:

- Como vamos mandá-la para o céu?
- Já sei, - disse outro, vamos abrir a carta e vamos ver se conseguimos ajudar.

A carta era de um menino que pedia o seguinte:

- "Senhor Deus, o meu pai esta desempregado, sem dinheiro, e tem de sustentar a minha mãe, a minha irmã e eu. As contas vão aparecendo e o dinheiro não chega. Por favor, mande-nos 50 euros para nos ajudar."

Sentindo muita pena, os carteiros fizeram uma vaquinha e arrecadaram 40 euros. Não conseguiram chegar aos 50, mas mesmo assim, mandaram a carta de volta para o menino, com os 40 euros.
Na outra semana, o menino mandou mais uma carta para o correio, e os carteiros decidiram logo ler os agradecimentos:

- Muito obrigado Pai do Céu. Rezarei várias noites para agradecer o dinheiro que nos enviaste, mas para a próxima vez, mande um cheque, porque os filhos da p..... dos carteiros já roubaram 10 euros…



 

Home